quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Carta de fim de ano

     2020 foi um ano difícil para todos, não é mesmo? Muitas empresas tiveram de se adaptar ao trabalho remoto; precisamos rever nossos planos de saídas, passeios e visitas; e muitos tiveram a triste notícia de um familiar atingido pela COVID-19.

    Na área da educação e da arte também houve mudanças significativas. Eu mesmo participei de muitas coletâneas e há contos meus em muitos livros que foram publicados este ano. Além disso, tive uma experiência nova. Junto com os amigos Valter Cardoso (coordenador do Núcleo de Literatura e Cinema André Carneiro) e Ale Dossena (Portão Literário), organizamos este ano duas coletâneas de contos.

    A primeira, Tempo de Dragões, já foi lançada e pode ser adquirida em formato e-book pela Amazon, ou em formato impresso diretamente com os autores, que podem lhes enviar exemplares autografados. A outra, Tempo de Exploradores, já fechou as submissões, mas ainda está em fase de seleção e revisão, devendo ser lançado no início de 2021.


    Organizar coletâneas mostrou-se uma experiência incrível, ao mesmo tempo difícil e gratificante. Difícil porque dá bastante trabalho garantir a qualidade que nos propusemos a oferecer, e gratificante ao termos nas mãos o resultado final e receber um retorno positivo de participantes e leitores.

    A organização de coletâneas envolve diversas etapas, desde a escolha do tema, preparação de edital e divulgação até o recebimento dos contos com posterior análise e revisão. Dentro de nossa proposta, três elementos eram essenciais:

  1. Qualidade editorial, envolvendo desde a revisão minuciosa dos textos até um preparo cuidadoso da diagramação.
  2. Gratuidade. Nenhum(a) autor(a) precisou pagar para participar. Em forma de cooperativa, oferecemos o livro impresso com um significativo desconto aos participantes. O pedido somado gerou volume para que conseguíssemos um preço bom na gráfica, e assim os autores podem revender o livro por um preço baixo e ainda obter alguma margem de lucro.
  3. Devolutiva a todos(as) os(as) autores(as). Mesmo os contos que não foram selecionados receberam uma análise detalhada do texto, com sugestões de melhorias para que pudessem aprimorar sua escrita. Esse foi um diferencial que nunca vimos em nenhuma outra proposta.

    Enfim, para 2021 devemos continuar promovendo novas coletâneas com o intuito de promover a arte literária e ajudar a revelar e desenvolver novos autores. Fiquem ligados.

    Além disso, por meio da Oficina do Escritor, prestei alguns serviços de revisão de textos e preparação de capas. Não muita coisa, talvez por causa da pandemia, mas ainda assim, com a mesma atenção e qualidade de sempre.

    Enfim, o que tenho para mostrar de mais significativo é minha produção literária. Neste ano, além de participar da organização de duas coletâneas, também produzi contos para várias outras, a maioria para o selo Nebula, de Lu Evans. Em algumas dessas, também fui prefaciador ou revisor. Seguem abaixo as listas de minhas produções próprias e de participações. 



    Espero que em 2021 possamos realizar os planos que precisaram ser engavetados em 2020 e muitos outros mais. A todos os clientes e leitores, um Feliz Natal e votos de um Ano Novo próspero e saudável. Que nós, sobreviventes, saiamos fortalecidos para produzir muito mais arte, educação e cultura nos anos que virão.

Prof. Rafael Bertozzo Duarte.

    

segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Tempo de Exploradores - Coletânea

Depois de finalizarmos a coletânea "Tempo de Dragões", estamos lançando o desafio aos escritores e escritoras que queiram participar de um novo projeto: "Tempo de Exploradores".































Aos interessados, o link com o Edital e a Ficha de Inscrição: bit.ly/2Dwumrv

Para quem deseja conhecer "Tempo de Dragões", ele está disponível aqui: http://www.amazon.com.br/dp/B08CPN2FQ3

Carta de fim de ano

      2020 foi um ano difícil para todos, não é mesmo? Muitas empresas tiveram de se adaptar ao trabalho remoto; precisamos rever nossos pla...